sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Departamentalização


Toda empresa necessita de departamentos, estes departamentos são chamados de estruturas de organização da empresa. Cada estrutura é considerada uma divisão do trabalho por especialização.
Uma das principais finalidades da departamentalização é conseguir ganhos de produtividade proporcionados através de especialização permitindo assim uma gestão cada vez mais eficiente e promissora. Existem diversas formas do desenho departamental, os principais estão estruturados assim:
1. Funcional
2. Por produtos e serviços
3. Por base territorial
4. Por clientela
5. Por processo
6. Por projetos
7. Matricial

Funcional: 
Feito a base de funções, requer atividades similares, são agrupadas juntas e identificadas de acordo com certas classificações funcionais; entre elas estão: finanças, recursos humanos, produção e mercadologia.
A departamentalização na área funcional serve para encorajar e estabelecer planos de carreiras para aqueles colaboradores que queiram especializar-se dentro de sua área de atuação. Garante habilidades técnicas e permite agrupar os especialistas sob uma única chefia.

Por produtos e serviços:
Feito de acordo com atividades relacionadas a cada produto ou serviço oferecido pela empresa. Envolve uma certa diferenciação e o agrupamento das atividades conforme as saídas ou resultados da organização.
Os principais deveres e tarefas com um produto ou serviços são reunidos e postos em atribuição a departamentos com o propósito de coordenar as atividades para cada tipo de saída ou resultado. Proporciona unidades semi-autônomas para operar dentro de grandes empresas, facilita a coordenação de resultados, inovação e criatividade. A estrutura por produtos e serviços é encontrada em empresas de larga escala.      

Por base territorial:
Geralmente as empresas buscam atender as demandas locais e se instalam em áreas estratégicas. Essas empresas cobrem grande espaço geográfico cujo mercado é extenso.
Seu sucesso depende particularmente às condições e necessidades locais e regionais. Tal grupamento permite uma divisão focalizando as necessidades, no entanto, é exigido bastante coordenação e controle na administração das empresas nas áreas na qual foram instaladas.

Por clientela: 
Envolve um processo de diferenças, são agrupadas as atividades de acordo ao perfil de cada cliente ou agência para quem o trabalho será feito. A departamentalização de clientes é mais utilizada no segmento de vendas e serviços.
Como vantagem pode ser citada: foco no cliente, adequação aos tipos de clientes, atendimento diversificado, conhecimento estratégico e adaptabilidade a uma determinada clientela.

Por processo:   
Centraliza-se o processo de produção ou equipamentos. São quase sempre restrita a aplicações no nível operacional de empresas, indústrias e de serviços, ex: companhias siderúrgicas e fábricas. Entre os benefícios estão: Foco no processo, ênfase na ação integrada, foco nas tecnologias empreendidas e utilizadas entre outros.

Por projetos: 
É uma estratégia utilizada pelas empresas no qual são gerados produtos concentrados de recursos e prolongam-se o tempo para o projeto e a produção do mesmo. As pessoas são atribuídas por seus projetos de desenvolvimento, podem ser deslocadas para outros serviços ou atividades. Obtendo assim experiências diversificadas, para isso elas terão que adequar-se aos seus projetos flexibilização, coordenabilidade, temporalidade, adquirir conjunção de competências e ter complexidade do produto envolvido no projeto.   
Matricial:
Usado por empresas que tem projetos e construções complexas, proporciona uma hierarquia que responde com mudanças tecnológicas altamente sofisticadas. É composta por pessoas especializadas em diferentes segmentos com objetivo de desenvolver tarefas com características temporárias, eficiência; descentralizar autoridades, trazer controle, resultados e mudanças significativas na organização.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...